« Voltar para Atualidades

Atualidades

ENEM

19 SET, 2017 Autor: JOSÉ ROBERTO ABRAMO
ENEM (19/09/2017)

Revolução Russa 100 anos

 Em 1905 houve a manifestação que seria o germe da Revolução de 1917.


No início do Século XX a nação russa ainda vivia um regime absolutista sob o regime de Nicolau II. A Rússia ainda estava sob um atraso econômico e político a esta época, em relação ao resto do mundo.

Em 22 de Agosto de 1905 uma manifestação pacífica que marchou para o palácio do Czar Nicolau II foi reprimida violentamente, evento que ficou na história como o domingo sangrento. Porém este moimento fora espontâneo e sem lideranças que pudessem direcioná-lo. Mas, foi a partir desta mostra de insatisfação popular, não sem motivo, que se planta a Revolução de 1917.

A economia russa atingira uma taxa significativa de crescimento. No entanto, imperava a pobreza extrema para os cidadãos. As condições da nobreza em relação às camadas mais pobres eram de fato de uma distância imensa.

A transição do feudalismo para o capitalismo foi tardia. E talvez por isso, com uma transição muito rápida, a situação começou a perder o controle. Os servos tiveram acesso à compra de terras. Mas, a consolidação desta liberdade foi onerosa, e deste movimento efetivou-se a miséria. O que não era muito diferente da condição anterior de servidão. A expansão da economia em ritmo de crescimento favoreceu às classes mais altas, enquanto estas e o Czar resistiam a manter a estrutura atrasada intacta.

Assim vários setores da sociedade passam a contestar o sistema. Trabalhadores urbanos, reivindicam melhorias, intelectuais e liberais protestam por direitos civis. Também as forças armadas se encontravam insatisfeitas, bem como camponeses, os principais descontentes. Desta forma, todos os setores desejam melhorias econômicas, já que o país demonstrava capacidade para este provimento. 

O czar Nicolau II lança um manifesto – O Manifesto de Outubro – onde permite a criação de um parlamento e partidos políticos. Assim nasce os Mencheviques e os Bolcheviques. Os primeiros eram socialistas moderados, que defendiam mudanças graduais e eram apoiados pela burguesia. Enquanto os segundos optavam por reformas rápidas – revolucionárias.  

Em oposição aos Regime Czarista aparece o Partido Operário Social-Democrata Russo (POSDR). Esta agremiação partidária congrega várias lideranças políticas que com certeza eram influenciadas pelas ideias do socialismo marxista.

O Grupo do POSDR como um todo queria a transição para o socialismo de forma lenta, progressiva, sem traumas ou revoluções. O socialismo deveria triunfar nas urnas quando fosse o seu momento ou quando a sociedade assim tivesse amadurecido. Em tese o colapso do capitalismo, que naturalmente iria acontecer ao atingir seu ápice. Assim, fazia-se mister ter paciência. O partido se divide em alas entre elas o Mencheviques, a minoria e o Bolcheviques, a maioria.

A liderança do Mencheviques era de Georgy Plekanov e Yuly Martov. E a liderança maior dos Bolcheviques, era a de Vladimir Lenin.

Os Bolcheviques acreditam que o governo deve ser controlado diretamente pelos trabalhadores. Assim, a revolução proletária seria a direta propulsora das transformações que modernizariam a economia russa com o fim dos contrates sociais que marcavam o país.

Os Mencheviques achavam que a transformação deveria ser gradual. Acreditavam, que era preciso esperar o pleno desenvolvimento capitalista da Rússia e caminhar das suas contradições inexoráveis, até que se desse início efetivo à ação revolucionária.

Em fevereiro os Mencheviques tomam o poder na Rússia. Estabeleceriam uma economia capitalista de fato no país. Mas, mantiveram a Rússia na 1ª Guerra, o que trazia muitos problemas para a população em geral uma vez que o esforço de guerra suprimia soluções internas. Lenin denuncia o poder limitado do novo regime diante das causas populares e em novembro do mesmo ano (1917), com uma força revolucionária organizada, já a esta altura, derruba a administração Menchevique. Desta data em diante, Lenin, Leon Trostsky e outras lideranças, promovem mudanças estruturais na política e na economia, sob a égide do Marxismo.

A Rússia sob liderança de Lenin sai da 1ª Guerra.

O Congresso dos Sovietes elege o primeiro governo dos trabalhadores, liderado por Lênin, que após anunciar os decretos sobre a paz imediata e sobre a distribuição de terras, declara: “Iniciamos a construção da nova ordem socialista”.

Após rápida tomada do poder, o governo de operários e camponeses dos sovietes enfrenta um difícil acordo de paz com a Alemanha, onde se vê obrigado a ceder parte do território russo. Mas, o território é recuperado após a derrota alemã contra as potências ocidentais. No entanto, finda a guerra, as potências ocidentais atacam a Rússia Soviética com tropas e fornecem apoio logístico às forças russas da contrarrevolução - os exércitos “brancos”, e daí uma guerra civil se desenvolve entre os anos 1918 e 1921, e ao fim destrói-se completamente o país. A guerra civil, no entanto, ao fim se dá com a vitória do Exército Vermelho.

Na História a Revolução Russa foi a primeira revolução de fato proletária do mundo. A Revolução Russa, implicitamente tenta demonstrar que o capitalismo não é o último dos sistemas político-econômicos da História. Ao mesmo tempo, que seria possível viver em uma sociedade sem que um ser humano explorasse o outro. A tentativa de uma sociedade solidária.

 A Revolução Russa por ser radical na transformação de uma sociedade capitalista polariza opiniões. Existem os que a defendem e os que a atacam. Mas, historicamente é importante entendê-la em seus desdobramentos e o legado que dela permanece e tudo o que a História lhe deve, de bom ou de ruim, porque foi um evento importante e com repercussão mundial, que ocorre em plena 1ª Guerra Mundial, e seus desdobramentos se enovelam com a História do Século XX e até o XXI.

Referências:
 
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/bolcheviques-x-mencheviques.htm
 
https://bertonesousa.wordpress.com/2017/03/10/os-cem-anos-da-revolucao-russa/
 
http://www.infoescola.com/historia/revolucao-russa-de-1905/
 
http://jornalggn.com.broticia/100-anos-da-revolucao-russa-por-eduardo-mancuso
 
http://www.infoescola.com/uniao-sovietica/mencheviques/
 

Mais Atualidades

O que fica do Setembro Amarelo

27 SET, 17 Autor: JOSÉ ROBERTO ABRAMO

Há quatro anos consecutivos a Associação de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) vem organizando nacionalmente a Campanha Setembro Amarelo. No dia 10 de Setembro...

SAIBA MAIS

Nióbio – o que é e para que serve

04 AGO, 17 Autor: JOSÉ ROBERTO ABRAMO

 Nióbio é um elemento químico descoberto pelo britânico Charles Hatchett em 1847, que a princípio o denominou de Columbius. Mais tarde foi rebatizado por...

SAIBA MAIS

Torneiras secas?

03 AGO, 17 Autor: JOSÉ ROBERTO ABRAMO

 Em 2014/15 o Brasil passou pelo que se convencionou chamar de crise hídrica. Em São Paulo o cenário era desolador. Nos últimos anos as crises hídricas...

SAIBA MAIS

1 2 3 > >>
LINK SABER - CURSO UM TORQUE - VAIALI.COM
(32) 99924 - 5729
Rua: Marechal Deodoro nº 982 (parte Alta) Juiz de Fora MG